segunda-feira, 10 de junho de 2013

Eu e o meu primo fomos bater punheta e ele acabou me comendo

Olá sou o Mauricio 25 anos e sou noivo com uma linda mulher.

O primo veio  ficar um tempo em casa mora com gente e na época ele tinha 18 anos e tinha 15 anos e como ele estava desempregado e eu so estudava a noite nós ficamos o dia todo em casa.
Ele arrumou algumas revista pornográfica e me chamou ver a revista no quarto dele e fui ver as revista com ele e começou ficar com tesão e tirou o pau fora e começou a bater punheta e o pau dele grande e grosso na faixa 19 cm.
Então eu estava de sorte e sentado perto dele e ele perguntou para min se eu não ia bater e eu  falei para ele que não estava muito afim , e ele começou ficar olhando para as minhas pernas de pau duro , e perguntou se  eu deixaria ele esfregar o pau na minha bunda e eu falei que não gostava.
O que ele fez me chamou para jogar um jogo da velha e quem perdesse fazia o que outro manda-se e eu era inocente e ele esperto e começou pedindo coisa besta  até que uma hora e começou a pedir tirar a roupa e eu entrei no jogo.
Quando ganhava pedia para tirar uma roupa  e eu acabei ficando so de cueca e ele pediu sentasse de pernas abertas para ficar olhando , e foi  a hora que perguntou se eu queria aumentar  aposta que era o ultimo jogo quem ganhar era o dono do outro e tinha que o que quisesse e eu besta fui , e eu queria zuar ele  e mais acabei perdendo  e foi hora que ficou sobre o meu domínio.
 O que ele mandou e ficar de 4 para ele e esfregou pau na bunda e começou a colocar o dedo e ficou um tempo brincando com o meu cuzinho até ficar bem larguinho , mandou colocar a boca no pau e achei nojento , mais ele disse que jogo era jogo e chupei o pau dele.
Então chegou a hora que pegou a cabeça do pau e colocou no meu cu que virgem e como doeu muito e falava que relaxar e cada vez foi colocando mais até que entrou tudo e acabou gozando dentro.
Fiquei 3 dia o cu doendo mais até gostei e começou a me comer direto e ele me arrombou tanto que quando ele me comia não sentia mais nada.
Dois  anos dando para ele  até que foi embora e fiquei na saudade , depois  nunca mais dei para ninguém até hoje.
É uma historia é real.
Um abraço

Nenhum comentário:

Postar um comentário